Defesa do Evangelho busca a prática sincera dos verdadeiros ensinos do SENHOR JESUS CRISTO. “...Sabendo que fui posto para defesa do evangelho. Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira, ou com fingimento ou em verdade, nisto me regozijo, e me regozijarei ainda” (Filipenses 1.17-18). Participe dessa Defesa! Deixe o seu comentário ao final do artigo ou escreva para o nosso email: adielteofilo7@gmail.com

segunda-feira, 5 de março de 2012

VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA MORRER?

Conta-se que certo barbeiro gostava de evangelizar quem frequentava sua barbearia. Chegou ali um novo cliente e pediu para fazer a barba, estirando-se confortavelmente na cadeira. Quando afiava calmamente a navalha, o barbeiro indagou àquele cliente: Você está preparado para morrer? O cliente saltou da cadeira bastante assustado e saiu correndo, com o rosto coberto de espuma. Esse relato ilustra muito bem o quanto as pessoas têm medo de morrer, ainda mais se de maneira violenta. Deixando de lado o medo, vamos refletir um pouco sobre o assunto.
 
A morte é mesmo repulsiva e desejamos não passar por ela, porém esse momento tem algo a nos ensinar. O sábio rei Salomão assim escreveu: "Melhor é a boa fama do que o melhor ungüento, e o dia da morte do que o dia do nascimento de alguém. Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete, porque naquela está o fim de todos os homens, e os vivos o aplicam ao seu coração" (Eclesiastes 7.1-2). Desse modo, velório nos faz refletir que a vida terá fim.
 
Apesar de inerente ao ser humano, nem sempre é aceita ou compreendida. Quem perde ente querido ainda jovem ou criança, não se conforma. Alguns até se revoltam contra Deus, achando que o óbito precoce é grande injustiça. Quando falece um adulto, no auge do vigor físico ou intelectual, os amigos lamentam e não compreendem porque alguém especial foi assim tão de repente. Já os inimigos se regozijam e asseveram que foi castigo pelos erros que cometeu. Mas, na verdade "O Senhor é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela" (I Samuel 2.6).
 
A morte não é o fim de tudo, mas o início de nova existência. O corpo volta ao pó da terra, porque dele foi formado e a ele tornará (Gênesis 3.19). O espírito retorna para Deus, quem o deu ao ser humano (Eclesiastes 12.7), pois "na sua mão está a alma de tudo quanto vive, e o espírito de toda a carne humana" (Jó 12.10). Depois disso, os mortos aguardam o dia do julgamento, porquanto “aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo” (Hebreus 9.27).
 
A morte do corpo é inevitável, entretanto o destino depois dela é previsível. “Porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação” (João 5.28-29). Portanto, agora é o momento de escolhermos o futuro após a morte. Escolha a vida eterna por meio de Jesus Cristo, que assim disse: "Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia (João 6.40). E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste" (João 17.3). E você, está preparado para morrer?                                         Adiel Teófilo

OUÇA A MÚSICA:
RESSUSCITA-ME - ALINE BARROS
video