Defesa do Evangelho busca a prática sincera dos verdadeiros ensinos do SENHOR JESUS CRISTO. “...Sabendo que fui posto para defesa do evangelho. Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira, ou com fingimento ou em verdade, nisto me regozijo, e me regozijarei ainda” (Filipenses 1.17-18). Participe dessa Defesa! Deixe o seu comentário ao final do artigo ou escreva para o nosso email: adielteofilo7@gmail.com

domingo, 8 de julho de 2012

DEFENSOR DO EVANGELHO


Irmão Adiel, que a Graça e a Paz do Senhor Jesus estejam sobre a sua vida e sobre sua família! Estava lendo algumas postagens no seu blog; é muito bom podermos ver defensores da verdade em meio às tantas distorções que o evangelho atualmente sofre.

Muitas vezes pensamos que estamos sozinhos, lutando por uma causa que poucos até mesmo dentro da própria igreja se interessam devido à falta de conhecimento. Falta de conhecimento que é causada pela própria liderança de algumas denominações - falo isso sem críticas, porém defendendo a verdade; que até sabem o que é a Palavra de Deus, mas nega a sua eficácia através das suas práticas, pois a verdade não atrai lucro, não é compatível com o marketing, e acima de tudo, faz com que a glória seja somente do Senhor Jesus.

É lamentável como ao longo dos últimos quatro anos eu pude ver que o nome de Jesus virou para alguns, um meio de glorificação própria disfarçado de piedade. O resultado final disso tudo é o estrago que fica estabelecido em cada alma, vítima dos excessos, das fábulas ensinadas e do terrorismo que é imposto por aqueles que se consideram os únicos mediadores entre a Igreja e Deus, quando sabemos que só existe um mediador, Jesus Cristo, que se fez homem, e mesmo sendo igual a Deus não usurpou a Sua glória e ainda se fez em forma de servo, nos dando o Seu exemplo de piedade e entrega total à vontade do Pai.

Porém, mesmo em meio a tudo isso, agradeço a Deus pela sua misericórdia, por saber que não fomos nós que O escolhemos, mas foi Ele quem nos escolheu e nos amou primeiro. Por causa dessa misericórdia, nós temos a certeza da revelação pessoal que Jesus fez a nós. Por isso não perdemos o crédito no cristianismo, pois temos uma convicção que está acima de qualquer escândalo ou engano. Porquanto, estamos firmados na certeza que o nosso Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra!
Em Cristo Jesus
 Nícolas Cristiano Ribeiro